Follow by Email

terça-feira, 19 de março de 2013

ESCLEROSE MÚLTIPLA - TRATAMENTO COM A VITAMINA D O QUE FAZ ?

É de conhecimento de muitos, inumeros beneficios da vitamina D e no controle de 229 genes/funções em nosso organismo,principalmente na saúde óssea.Mas o que a vitamina D faz exatamente no tratamento para esclerose múltipla ?. Abaixo segue uma informação mais técnica, mas que nos ajuda a esclarecer esta dúvida.

"Ação da vitamina D sobre o sistema imunológico A identificação de RVD em várias células do sistema imune, entre elas linfócitos T, linfócitos B e células dendríticas, despertou interesse pela vitamina D como um fator imunorregulatório23,24.Nos linfócitos, as principais ações da vitamina D são: alteração na secreção de citocinas pró-inflamatórias, como a diminuição de Interferon-Gama (IFN-Y) e a Interleucina-2 (IL-2), bloqueando, assim, o principal sinal de retroalimentação das células dendríticas, gerando uma diminuição da capacidade de apresentação de antígenos aos linfócitos e diminuição da ativação e expansão clonal dos linfócitos. Ao mesmo tempo, ela aumenta a produção de IL-4, IL-5 e IL-10, e gera uma mudança de fenótipo T helper 1(Th1) para T helper 2(Th2), o que leva a uma maior tolerância imunológica. A ação da vitamina D sobre o sistema imune também afeta a subpopulação de linfócitos Th17. Esses linfócitos T helper se caracterizam por secretar IL-17 e com isso participam na fisiopatogenia de doenças autoimunes. Outras citocinas também sofrem diminuição na sua produção na presença de vitamina D, como IL-6, IL-12 e IL-23,26.As células Tregs reguladoras (células T) são críticas para a manutenção da tolerância imunológica e caracterizadas pela expressão elevada de CD4+. Foi observado que a expressão das células T reguladoras está aumentada na presença de 1,25(OH)2D e que essas células se caracterizam por secretar IL-10 e prevenir o desenvolvimento de enfermidades autoimunes.Os linfócitos B também são alvo da ação da vitamina D: sobre essas células, eles têm efeitos diretos e potentes, estimulando a apoptose, inibindo sua proliferação e formação de células de memória, impedindo a diferenciação de células plasmáticas e síntese de imunoglobulinas."

fonte: "Papel da vitamina D no lúpus eritematoso sistêmico"
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-52732012000400010&nrm=iso&tlng=pt

Obs.: Esse efeito de "fortalecer" o sistema imunológico fazendo com que ele não ataque mais nossas celulas, é o que pressupõe os interferons, no entanto a vitamina D faz de forma natural, sem efeitos colaterais e sem agredir nosso organismo como por exemplo o fígado.Solicite a seu neurologista o exame de vitamina D.



Nenhum comentário:

Postar um comentário